Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

São Silvestre Amadora: a última corrida de 2017!

26198544_1772902222783248_5900483149646859034_o.jp

26063337_1772899549450182_6007508463880003558_o.jp

26197811_1772980062775464_5257823714929602818_o.jp

26198206_10210995252501225_2392164929901958159_o.j

 

Depois da aventura na São Silvestre de Lisboa, decidi arriscar e participar na São Silvestre da Amadora. Apesar de cansada não podia deixar de faltar a esta grande prova e posso dizer que as expectativas foram superadas!

 

Durante anos ouvi dizer que a São Silvestre Amadora era das melhores provas de estrada do país, principalmente pelo público animado e acolhedor que apoia os participantes ao longo de todo o percurso. E agora sei que isso corresponde à verdade! Temos sempre alguém a motivar-nos, do primeiro ao último quilómetro. E isso é simplesmente fantástico! É uma sensação única!

E talvez tenha sido por isso que consegui atiingir o meu record pessoal: 10 km em 50 minutos! Uau, fiquei simplesmente estupefacta....principalmente porque esta prova tem umas subidas valentes!

 

O que posso dizer mais? Obrigada a todos...à organização, ao público, aos atletas, à Amadora! Para o próximo ano, estarei lá certamente!

43ª edição do São Silvestre da Amadora

FINAL_Mupi_17_Web.jpg

 

 

Mantendo a tradição, a São Silvestre da Amadora realiza-se no último dia do ano, a 31 de dezembro. Para a 43ª edição, a organização da São Silvestre mais antiga de Portugal Continental aposta forte no desporto para todas as idades. Além da habitual corrida de 10 km, surge a novidade: uma prova só para crianças. As inscrições encontram-se disponíveis e poderão ser feitas no sítio oficial do evento: saosilvestredaamadora.pt

 

Este ano, o evento organizado pela Câmara Municipal da Amadora e pelo Desportivo Operário do Rangel tem início pelas 16h30 com a corrida dirigida exclusivamente a crianças nascidas entre 2004 a 2012.

 

Os mais pequenos são desafiados a correr entre 300 a 1.000 metros, distâncias variáveis em função da idade:

• Bambis (nascidos entre 2011 e 2012) - Aproximadamente 300 metros

• Benjamins A (nascidos entre 2008 e 2010) - Aproximadamente 500 metros

• Benjamins B (nascidos entre 2006 e 2007) - Aproximadamente 700 metros

• Infantis (nascidos entre 2004 e 2005) - Aproximadamente 1.000 metros

 

A Praça São Silvestre será o ponto de partida e de chegada dos pequenos grandes atletas, com os percursos a passarem pela Estrada dos Salgados nos Benjamins A e B e nos Infantis. Com o intuito de incentivar a prática desportiva entre os mais novos, a Corrida das Crianças é mais um atractivo da São Silvestre da Amadora que conta com o tradicional desfile de carros e motas antigos, cerca de uma hora antes da partida, no percurso dos 10 km, trazendo para a rua os milhares de espectadores que acompanham o evento e aplaudem os participantes.

 

Com o intuito de incentivar a prática desportiva entre os mais novos, a Corrida das Crianças é mais um atractivo da São Silvestre da Amadora que conta com o tradicional desfile de carros e motas antigos, cerca de uma hora antes da partida, no percurso dos 10 km, trazendo para a rua os milhares de espectadores que acompanham o evento e aplaudem os participantes.

 

Pelas 17h50, está prevista a partida da elite feminina e pelas 18h00 a partida geral dos 10 km, na Estrada dos Salgados. Os atletas seguirão depois para o centro da cidade, passando pelo Parque Aventura e pela rotunda do vulcão. A mítica subida dos Comandos chegará pelo sexto quilómetro. A consagração de todos os participantes será feita na Praça São Silvestre, junto ao metro da Amadora.

 

As inscrições para a 43ª edição da São Silvestre da Amadora podem ser feitas individualmente ou por equipas no sítio oficial do evento.

Trilhos do Javali 2017: 25km!

5.jpg

25152009_10213398116682424_6607236472189673558_n.j

25105581_10213401395284387_360316153_n.jpg

IMG_20171209_144251.jpg

 

Inscrevi-me nos Trilhos do Javali com intenção de ir ao 15km mas acabei por ir aos 25km assim que soube que  alguns dos meus colegas da OCR iriam a esta distância. E ainda bem que alterei os meus planos pois só assim tive a possibilidade de conhecer todos os reencantos da Serra da Arrábida, em Setúbal. 

 

A prova arrancou com um aviso da organização de que a prova seria ainda mais difícil do que a do ano passado e assim o foi. Subidas intermiáveis, descidas longas e a pique, alguns singles tracks e uma breve passagem por água gelada, foram só alguns dos "obstáculos" que tivemos de ir ultrapassado aos longo do percurso.

 

A prova foi difícil e exigente mas é disso que nós gostamos e por isso avaliação não podia ser nada mais do que excelente. O trilho estava em perfeitas condições, o percurso muito bem assinalado (não havia forma de errar o caminho), os abastecimentos encontravam-se nas distâncias adequadas, os voluntários mantiveram-se sempre prestáveis e simpáticos e as paisagens eram simplesmente de outro mundo! Apesar de nem sempre conseguir aprecisar a beleza da natureza (estou quase sempre de olhos presos no chão de modo a evitar quedas eheheh), é inegável que a Serra da Arrábida é magnifica.

 

Ao longo da prova fui sempre gerindo os esforços com ajuda dos meus colegas mas mesmo assim, apartir dos 15 quilometros senti fortes no joelho direito. Ainda pensei em desistir mas depois fui continuando e a cada passo que dava estava cada vez mais perto do fim e, tendo isso em mente, consegui chegar à meta.

E assim que chegamos à meta percebemos que toda a dor e sofrimento valeram apena. Ao recebermos a medalha (que por sinal é fabulosa) e ao recebermos um abraço caloroso dos nossos amigos, sentimos que somos capazes de tudo e ficamos ainda mais orgulhosos dos nosso feitos. 25km não são nada comparados com outras distâncias  mas para nós, que sentimos o custo de cada quilometro no nosso corpo, são tudo! E mais que isso, são 25km que ficarão para sempre gravados nas nossas memórias.

 

Os Trilhos do Javali são uma referência no mundo do Trail e espero voltar a repetir esta experiência no próximo ano....e quem sabe, lutar por um lugar ao pódio. 

Corrida do Tejo: 10 km em 51 minutos!

21687823_1726823150661701_3779821985327792555_n.jp

22042257_1727003050643711_2790926160155027873_o.jp

 

Este Domingo fui pela primeira vez à Corrida do Tejo e não podia ter ficado mais satisfeita com a minha prestação. Consegui alcançar o meu melhor tempo de sempre na distância dos 10km - de Algés a Oeiras-, nomeadamente, 51 minutos e 12 segundos.

 

Correr na marginal, perto do mar, sob um sol intenso e com 9.500 pessoas ao meu redor é uma sensação indescrítivel. A organização está de parabéns! Havia muitos e bons abastecimentos, o staff esteve sempre atento, a música manteve-se presente ao longo de todo o percurso e o apoio do público fez-se sentir do início ao fim!

 

Foi , sem dúvida, um experiência espectacular! Para repetir na próxima edição! 

 

Meia Maratona de Cascais: 21 km!

 

16807630_1298775486875083_986843383665083128_n.png

 

 

A primeira edição da Meia Maratona de Cascais, powered by Montepio Runner, irá realizar-se em 2017, no fim-de-semana de Carnaval (25 e 26 de fevereiro). Organizada pela HMS Sports, engloba a Meia Maratona (21,0975 km), os 5 km de Cascais e a Corrida das Crianças, e tem a Baía de Cascais como ponto de partida e de chegada para o grande desafio.



A Meia Maratona de Cascais surge na sequência dos 20 km Cascais, organizados pelo Centro de Cultura e Desporto do Pessoal do Município de Cascais, passando esta prova de 20 km para a distância de meia maratona, decisão justificada pelo director da HMS Sports, Hugo Sousa: "Resultou da vontade da HMS Sports em contribuir para a evolução do evento, por isso é que optou por ser a entidade organizadora do evento e responsável pelo mesmo. Após muitos anos com uma distância pouco comum (os 20 km), é a altura certa para incluir a prova no calendário das meias maratonas.
A meia maratona é uma distância muito apetecível para quem aprecia a corrida. Para quem corre os 10 km, fazer uma meia maratona pode ser um grande desafio; quem pretende correr uma maratona, deverá participar numa meia maratona para perceber como o corpo reage às longas distâncias".

 

 

Agendada para o fim-de-semana de Carnaval, é a corrida ideal para os foliões “desfilarem” pelas ruas de Cascais, vestidos a rigor.