Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

Uma ida à Tailândia...sem sair de Portugal!

Tailândia, Tailândia… Está na moda, bem sei, mas é um destino que tem sido trazido à mesa de debate de férias frequentemente! Como temos que começar por algum lado, juntámos uns amigos para iniciar a viagem pela via gastronómica e lá rumamos nós, rumo ao restaurante Siam Square, no Saldanha, numa sexta-feira à noite.

 

Despercebido na rua Luís Bívar, a sala do Siam Square tem alguns apontamentos tailandeses mas é nas fotos espalhadas na sala e corredor que nos perdemos no País dos Sorrisos.

 

Completamente perdidos, já que, para nós comida tailandesa resumia-se a Pad Thai, optámos por um mix de entradas que incluía Po Plat Tond (crepes de galinha) e Po Plat Pak (crepes de legumes) em tudo semelhantes aos já conhecidos crepes chineses. Provámos ainda Satay (espetadas de galinha com molho de amendoim), que já tínhamos comido no Festival da Tailândia, em Belém mas que, na altura, não nos convenceu. Desta vez gostámos e aprovámos, muito possivelmente pelo molho de amendoim com que eram cobertas e que lhes deu um toque diferente daquilo a que estamos habituados mas delicioso. Totalmente novo, para nós, era o Po Pla Pak (massa de arroz fresca enrolada com legumes e camarão cozido) e o Tung Thong (Wan Ton de carne de porco), uma carne picada envolta numa massa crocante deliciosa, que, no final, acabou vencedor do prato das entradas!

 

36703473_1021959051303847_7426615706008944640_n.jp

36697037_1021958994637186_228392311963254784_n.jpg

 

As bebidas também eram tailandesas. A cerveja Singha que não desiludiu, e refrigerantes de lata que deixaram um bocadinho a desejar. Um de manga que parecia polpa de manga enlatada e outro de líchias já melhorzinho mas, ainda assim, acabámos por pedir água, vá-se lá saber porquê!

 

36547124_1021958931303859_1043815999414992896_n.jp

36720129_1021959071303845_7415831549934829568_n.jp

 

Como somos todos amiguinhos do coração e gostamos de partilhar, pedimos 4 pratos principais e todos comemos de tudo.

 

O primeiro a ser exposto ao nosso raio-x, foi o Matsaman Kia, um creme de caril matsaman com galinha, côco e amendoim. A vontade era tanta que só depois de comer é que percebi que não tinha tirado fotografia mas, visualmente, parecia strogonoff. Vão ter que lá ir para verem por vocês mesmos! Para terem noção, até quem não gosta de caril, gostou deste prato. O coco não sobressaía mas o amendoim sim e o toque que dá é delicioso.

 

Seguimos entusiasmadíssimos para o Pad Thai. Nada grita mais Tailândia do que um Pad Thai, certo? No festival da Tailândia não fiquei fã mas que remédio tenho eu que aguentar porque, quando concretizarmos o plano de férias, não haverá muitas opções! Repeti para mim mesma: “entre um Pad Tahi e um escaravelho, escolho o Pad Thai” e, verdade seja dita, era MUITO bom… Mesmo (garanto-vos que não é só para parecer bem e não ser crucificada por não ser a fã número 1 de Pad Thai)!!! O meu problema com o Pad Thai não é o sabor, é a textura. Os noodles são sempre muito cozidos e ficam muito mole. Eu gosto da massa al dente e este Pad Thai estava assim, não sei se propositadamente ou por acaso mas estava delicioso assim para mim (claro que opiniões contrárias se fizeram ouvir mas é não mexer para não estragar, Sr. Cozinheiro). Tinha uma camadinha de ovo por cima que ficou bem estaladiço e, claro está, o bom do amendoim!

 

36705171_1021988791300873_4127253646339473408_n.jp

 

Passamos então para o salteado Kai Kung Pad Yod Kaophot (galinha com camarão salteados com milho novo e cogumelos) e aqui houve de tudo: quem adorou, quem detestou e quem deu um nhé. Eu fui essa do nhé. Nada de especial, nada de novo, nada de diferente!

 

36729945_1021986984634387_3295697146895925248_n.jp

36692997_1021987011301051_2195774413440286720_n (1

 

O último prato do nosso escrutínio foi Kung Cham Rort (camarão frito com molho agridoce). Apesar de não ser nada de novo, também não desiludiu! Era realmente bom! A curgete e os brócolos combinavam bem com o molho, foi uma escolha segura mas que serviu para nos deixar satisfeitos a todos.

 

36787823_1021987051301047_5143552361519644672_n.jp

 

 

E chegamos ao momento aguardado da noite: a sobremesa (mil vivas para a sobremesa)! Quase tão conhecido como o Pad Thai, é o Kao Nlew Memoang (conhecido como Mango Sticky Rice, ou, por terras lusas, arroz cola/pegajoso com manga). É, provámos e…. (rufar de tambores)… ninguém gostou!!!! Ninguém mesmo! Não forma só os esquisitos (e se lá estava gente esquisita)! É arroz branco, quente, pegajoso e em leite de coco, com pedaços de manga que foi o que salvou a coisa!

 

Talvez tenha sido a desilusão desta sobremesa que acentuou ainda mais a seguinte: o maravilhoso Moh Gaeng Kao Luck, ou pudim de castanha com açúcar de palma. Quem gosta de castanhas, vai A-DO-RAR este pudim caramelizado. Uma delicia que vale mesmo muito a pena provar!

 

Para finalizar, um gelado de maracujá e lima com manjericão. O mais seguro que não desiludiu mas também não surpreendeu!

 

Em suma, conseguimos perceber que, à fome não morreremos na terra dos sorrisos mas não prometemos que, ao chegar cá, não tenhamos um AVC com tantos fritos ingeridos! Mas isso fica para outras viagens…

 

Siam Square Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

O Madrugador: entregas a altas horas da madrugada!

29792630_1062854400537511_1913863815376666624_n.jp

29791953_1062106623945622_1979216875271225344_n.jp

 

 

Quantas vezes é que já chegaste a casa depois de uma saída à noite e não tinhas nada no frigorífico ou estavas com fome e não te apetecia cozinhar mas infelizmente a essa hora já está tudo fechado por isso não havia nada a fazer se não ir dormir e esperar pelo dia seguinte.

 

Pois agora já não há necessidade disso. Com o serviço O Madrugador, podes fazer encomendas, quer de comida (refeições, doces, snacks) como de bebida, entre as 20h00 e as 04h00. Através de um simples telefonema ou de um click através do site, a comida irá aparecer na tua casa ou no local onde te encontres, como se fosse um passe de mágica. Fantástico, não é?

 

Eu já experimentei e o serviço funciona na perfeição. Se quiseres comprar a altas horas da noite, já sabes…utiliza O Madrugador. E com o código Cristal-VIP10 obténs um desconto de 10%.

O que levar para comer nas viagens?

1111.jpg

 

Vão de viagem e querem levar os vossos snacks favoritos mas não tem espaço suficiente na mala? O truque é optar por doses individuais. Eu. por exemplo, não consigo viajar sem as minhas doses diárias de proteína e de aveia, que consumo sempre ao pequeno-almoço e ao lanche. Mas em vez de levar embalagens grandes e pesadas opto por levar todo em saquetas com doses individuais. Assim é só usar uma vez e deitar fora. Prático e perfeito para quem não tem tempo a perder nas férias.

 

As saquetas de proteína encomendo em sites de suplementos como a Prozis ou a Myprotein. E a aveia adquiro no site da Glood.

 

Na Glood consigo comprar embalagens com 12 saquetas de aveia, que tanto podem ir do sabor mais simples e clássico como ao mais exótico.

 

Antes de viajar compro sempre as minhas saquetas e depois é só misturar num taparwer que levo comigo ou numa taça que me disponibilizem no local. Depois é só comer com iogurte, leite vegetal ou água. Podem aquecer ou não, dependendo das condições do vosso alojamento.

 

FHJLSZ6IDA2I349.LARGE.jpg

 

 

Para além da proteina e da aveia, também levo sempre comigo, algumas barrinhas e bolachas proteicas. São leves e fáceis de arrumar na mala e matam a fome (de forma saudável) em muitas situações, quer seja no aeroporto, ou em locais onde não há nada para comer ou até mesmo em locais onde existem refeições com preços demasiado inflacionados.

 

Gosto de estar sempre prevenida e por isso levo sempre as minhas barrinhas favoritas, nomeadamente as da Clof. Podem comprar no site da Glood ou diretamente nas lojas da marca.

 

Espero ter-vos ajudado.

 

Boas férias!

Comida do Médio Oriente é tendência para 2018

20180208_122539.jpg

 

Os sabores do Médio Oriente são uma das grandes tendências da alimentação para 2018. A rede gigante de supermercados norte-americana Whole Foods, que comercializa produtos naturais, orgânicos e sem conservantes, revelou recentemente o que há de novo nos hábitos alimentares dos consumidores e o húmus, a pita e o falafel encontram-se no topo da lista dos mais procurados, receitas que, há 28 anos, podemos encontrar na cadeia de restauração portuguesa Joshua’s Shoarma.

 

Também a consultora Mintel, no estudo publicado “Global Food & Drink Trends 2018”, onde identifica as tendências que terão impacto considerável entre os consumidores, indica  que há uma procura cada vez maior por dietas flexíveis e equilibradas que se enquadrem nas rotinas  para cuidar da saúde, daí que se prespetive o aumento do consumo de alimentos e bebidas que proporcionem benefícios nutricionais, físicos ou emocionais. 

 

Com 34 lojas espalhadas pelos principais centros comerciais do país, a Joshuas Shoarma apostou, desde o início, nos alimentos saudáveis e ricos em sabor. Para tal, combina mais de duas dezenas de ervas aromáticas, que fazem bem à saúde, em detrimento do uso do sal. Além disso, os produtos utilizados são sempre frescos e de elevada qualidade, as carnes são grelhadas e não são utilizados quaisquer intensificadores de sabor.

 

A cozinha de fusão mediterrânica é a base do conceito que serve de inspiração às receitas disponíveis no pão pita, o tal pão envelope menos calórico que o pão ‘normal’ e que agora ganha protagonismo, no pão wrap e no prato, podendo ser combinadas com salada, arroz ou batata frita. A ideia é ter uma oferta diversificada que possa agradar a todos e ter pratos vegetarianos, vegan, sem glúten e sem lactose.

 

O húmus e o falafel estão no topo de quem dispensa a carne, mas não dispensa todos os nutrientes de que o corpo necessita. O húmus é uma pasta de grão com sementes de sésamo, que acompanha bem qualquer prato. É uma excelente fonte de proteínas, fibras, vitaminas e cálcio. O grão é também o ingrediente base do falafel, pequenas bolas crocantes, temperadas com ervas aromáticas. É mais uma opção vegan e sem lactose.

 

A tendência deste ano aponta também para a tahina ou tahini, um creme de sementes de sésamo, temperado com alho e limão. Repleto de nutrientes, rico em proteínas, vitaminas e cálcio, é mesmo considerado um super alimento. Entre outros benefícios, a tahina previne a anemia, ajuda a manter a pele saudável e, dado o seu teor mineral alcalino, ajuda na perda de peso, uma vez que o corpo digere facilmente este alimento.

 

Todos estes petiscos podem ser consumidos na Joshua’s individualmente ou incluídos em menus, como a pita falafel, a salada mediterrânica, o mix vegetariano ou o veggie special.

O Pão em Casa já chegou a Coimbra!

23621626_324390364637372_1242954128477025724_n.jpg

 

Sabiam que basta um clique para que possam receber o pequeno-almoço à porta da vossa casa? Pão quente, bolos caseiros, compotas, chás.....o que quiserem. A entrega será feita bem cedo para que o vosso dia comece da melhor forma possível. 

 

Não há qualquer fidelização, nem custos de entrega, basta fazer o pedido através do site www.paoemcasa.pt e o mesmo será entregue à vossa porta sem mais demoras.

 

O serviço está disponivel em mais de vinte cidades, tendo chegado hoje a Coimbra. Por isso, não percam mais tempo!

 

Experimentem e deliciem-se com iguarias quentinhas e caseiras. Ir para o trabaho de barriga cheia é outra história, não é? :) 

Kyuubi - Sushi Lounge

12096284_10207135793145707_218612249894688307_n.jp

12107252_10207135793945727_6806057224364587314_n.j

12096151_10207126476512797_4142850939360067633_n.j

12141546_10207135794505741_4082345251508515726_n.j

 

Fã confessa de sushi, não consigo passar muito tempo sem experimentar novos restaurantes de sushi. Por isso mesmo, no passado Sábado, fui visitar um espaço de que já tinha ouvido falar muito bem, o Kyuubi - Sushi Lounge, situado em Oeiras (próximo do Oeiras Parque e do Parque dos Poetas).

 

Com um ambiente moderno e acolhedor e um atendimento extremamente simpático e personalizado, este espaço serve cozinha japonesa de fusão. Perante a vasta oferta do menu, acabei por escolher quatro gyozas de frango e legumes para a entrada, que estavam simplesmente divinais. Ligeiramente crocantes por fora e suculentas por dentro, levara-me, literalmente, ao céu.

 

Depois disso, pedi um combinado de 32 peças que dividi com uma amiga, e fiquei surpreendia pela diversidade das peças e pela excelente qualidade das mesmas. O peixe era extremamente fresco, tanto no sashimi como nas peças tradicionais, e notava-se o requinte dos sabores e das diferentes combinações. Devo salientar que o que mais apreciei foi o sushi enrolado em soja (normalmente é enrolado em alga verde), pois o sabor é rico e a textura é fora do comum. Também tive oportunidade de experimentar duas peças de salmão “baseado” na hora, que conquistaram-me o palato.

 

Perante esta experiência positiva, irei certamente voltar ao Kyuubi, pois a qualidade do sushi é inegável. Convido-vos também a visitar o espaço pois tenho a certeza que vão adorar.

 

Curiosidade: O nome do restaurante, Kyuubi, cujo significado é raposa de nove caudas, encontra-se ligado ao Folclore Japonês, onde histórias variadas descrevem as raposas como seres inteligentes e com capacidades mágicas que vão aumentando com a idade e sabedoria.

 

Roupa para o ginásio

 

 

 



Não sabem onde comprar roupa adequada à prática de exercício físico? Então é porque ainda não conhecem o Myprotein.pt. Este site disponibiliza as mais várias peças de vestuário fitness, como por exemplo, leggings, calções, soutiens, tops, casacos, entre outras coisas. Recentemente encomendei uma t-shirt com uma frase motivacional - "Live, Love, Lift" - e a experiência foi muito posit iva. O material é de boa qualidade, resistente, e anti-transpirante. A cor é linda e torna o meu outfit extremamente feminino.

Quando à compras online, não se preocupem. São rápidas e de confiança. Para obterem um desconto adicional de 10% coloquem o código CRISTAL10. Façam a encomenda, aqui

Pequenos-almoços Iswari!



A Iswari juntou os melhores e maisnutritivos cereais, sementes e frutos da roda dos alimentos e o resultado foibrilhante!  Trigo-sarraceno, uma poderosasemente, muitas vezes confundida com um grão, muito energizante e nutritiva,rica em proteína, ferro, manganês e magnésio. Farinha de Amêndoa, um alimentobastante completo, rico em aminoácidos e óleos essenciais, vitaminas docomplexo B, magnésio, ferro, zinco e cobre. Farinha de coco, um alimento quefornece energia pelo seu teor em gordura e vitaminas lipossolúveis. Lucuma, umfruto que confere uma textura cremosa e adocicada, com baixo índice glicémico,cálcio, ferro, vitamina B3 e betacarotenos. Açúcar de coco, uma alternativa aoaçúcar convencional, mais mineralizado e com baixo índice glicémico. E por fima Chia e as Sementes de linhaças, fontes de ômegas 3 e 6 e fibra... Muitafibra! Perfeito para uma vida saudável e em forma!

Como usar? É fácil, basta misturar quatro colheresde sopa desta mistur e adicionadar água, leite vegetal ou iogurte. Obtém-se assim uma papa perfeita (e saudável) para o pequeno-almoço. Experimentem! :) 

Pequenos-almoços Iswari!



A Iswari juntou os melhores e mais nutritivos cereais, sementes e frutos da roda dos alimentos e o resultado foi brilhante!  Trigo-sarraceno, uma poderosa semente, muitas vezes confundida com um grão, muito energizante e nutritiva, rica em proteína, ferro, manganês e magnésio. Farinha de Amêndoa, um alimento bastante completo, rico em aminoácidos e óleos essenciais, vitaminas do complexo B, magnésio, ferro, zinco e cobre. Farinha de coco, um alimento que fornece energia pelo seu teor em gordura e vitaminas lipossolúveis. Lucuma, um fruto que confere uma textura cremosa e adocicada, com baixo índice glicémico, cálcio, ferro, vitamina B3 e betacarotenos. Açúcar de coco, uma alternativa ao açúcar convencional, mais mineralizado e com baixo índice glicémico. E por fim a Chia e as Sementes de linhaças, fontes de ômegas 3 e 6 e fibra... Muita fibra! Perfeito para uma vida saudável e em forma!

Como usar? É fácil, basta misturar quatro colheres de sopa desta mistur e adicionadar água, leite vegetal ou iogurte. Obtém-se assim uma papa perfeita (e saudável) para o pequeno-almoço. Experimentem! :) 

Broas de Mel da Madeira


Depois de uma longa temporada pela Madeira nunca mais consegui esquecer as lindas paisagens e as fantásticas praias, assim como a deliciosa gastronomia dessa região. Quem é que não gosta de pão de caco? E das broas de mel? Mas se o primeiro já é mais facil de encontrar por Lisboa, já o segundo nem por isso. Pelo menos com o nível a que fiquei habituada.

Isto pensava eu até descobrir a loja Melro Preto. Aqui comercializam-se os mais variados produtos gourmet, mas é claro que tenho de destacar as broas de mel por serem absolutamente deliciosas. O pior é tudo é que são completamente viciantes. E o verão está ai mesmo à porta. (Mas vale a pena o "pecado").