Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

Moda Lisboa Freedom: 3º Dia

Sábado foi o 3º dia de ModaLisboa e esteve repleto de jornalistas, personalidades do mundo cor-de-rosa, bloggers, curiosos, entre outros. Uma verdadeira corrida aos desfiles, que revelou-se certeira, por ter sido um dia de ótimas surpresas e verdadeiras revelações de novas tendências.

A dupla de designers, que ganhou o prémio de Melhor Novo Talento 2011 na última edição dos Fashion Awards Portugal, superou as expectativas. Os Burgueses apresentaram peças femininas com influências masculinas, drapeados e colarinhos fechados, apostando nos pretos, cinzentos e vermelhos.


Ao som da guitarra portuguesa, Miguel Vieira apresentou uma coleção clássica que alternou entre o branco e o preto, com apontamentos de verde e vermelho. O criador apresentou peças com silhueta de ampulheta que variam entre o longo e o curto, tecidos padronizados e jogos de texturas com vários tecidos. Em homenagem ao fado, apostou em estampados de Amália.


Por sua vez, Nuno Baltazar apresentou um desfile sofisticado e focado para a mulher urbana e glamourosa. Vestidos longos, acessórios com apontamentos dourado, trabalho de ombros e mangas, pregas e drapeados volumosos foram as propostas apresentadas para o outono/inverno.

Moda Lisboa Freedom: 2º Dia

Dino Alves e Ricardo Preto fecharam o segunda dia da ModaLisboa. O palco foi o Pátio da Galé que 'vestiu-se' a rigor para receber as propostas dos criados nacionais para o próximo outono/inverno.

O estilista Dino Alves surpreendeu o público com um desfile 'teatral' que incidiu em imagens digitais, projetadas em luz negra nas peças apresentadas. Como seria de esperar, não faltaram os vestidos volumosos e monocromáticos. O preto, o cinza e os estampados a preto e branco, foram os tons dominantes.


Ricardo Preto  revelou uma faceta mais comercial, com propostas acessíveis ao comum dos mortais. Calças fluídas e longilíneas, malhas largas, veludos irisados e mini-vestidos plissados com sobreposições recortadas foram as peças em destaque que mereceram um forte aplauso.