Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

Isto só a mim #1

Apanhar um táxi é sempre uma incógnita. Nunca se sabe quem é que vai aparecer do outro lado do banco. Pode ser um velhote saudosista ou um jovem com a mania das corridas, ou até mesmo alguém que não perceba nada de caminhos e das regras de condução.

Circular na cidade de Lisboa implica andar em mil e um transportes, usar as pernas que Deus nos deu, e invariavelmente, andar de táxi. É uma alternativa rápida e simples para quem não tem carro, mas que tal como um ovo kinder, traz sempre uma surpresa.

A minha última experiência foi com um senhor que em escassos minutos conseguiu contar a história da sua vida, incluindo o dia em que conheceu a sua esposa e a relação que mantem há vinte anos com o seu patrão, ao mesmo tempo que enviava mensagens via telemóvel a um cliente, perguntava à central de táxis qual seria o seu próximo percurso e desviava-se de forma incerta dos diversos obstáculos que iam surgindo ao longo da estrada. Posso confessar que quando cheguei a casa, suspirei de alívio por estar inteira!