Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

Vidas Finais de Riley Sager

24829168_10213532097769325_1833108281_n.jpg

 

Sempre gostei muito de ler e mesmo com o advento das novas tecnologias, não deixei este habito de parte. Aproveito cada minuto livre para ler abstrair-me do mundo real e saltar para um mundo fictício, que seja nos transportes, em casa, na praia ou até mesmo na fila do supermercado. 

 

Sim, um bom livro para mim é aquele que me arranca dos dilemas do dia-a-dia e consegue captar-me a atenção na totalidade. E nem sempre é fácil encontrar um livro que preencha estes pré-requisitos. A maior parte deles não me agarra por mais de duas páginas de seguida.

 

Mas "Vidas Finais" é tudo aquilo que eu gosto e muito mais. Este novo livro de Riley Sager é totalmente viciante. Ficamos apaixonadas pela história assim que lemos a primeira frase e não conseguimos parar até chegar à última página.  

 

É, por isso, definitivamente o meu livro de eleição para este mês. Recomendo que o leiam e/ou ofereçam à aquela pessoa que sabem que devora livros. Para os curiosos, deixo-vos um breve resumo da história de "Vidas Finais":

 

"Há dez anos, Quincy Carpenter, uma estudante universitária, foi a única sobrevivente de uma terrível chacina numa cabana onde passava o fim de semana com amigos. A partir desse momento, começou a fazer parte de um grupo ao qual ninguém queria pertencer: as Últimas Vítimas. Desse grupo fazem também parte Lisa Milner, que perdeu nove amigas esfaqueadas na residência universitária onde vivia, e Samantha Boyd, que enfrentou um assassino no hotel onde trabalhava.

 

As três raparigas foram as únicas sobreviventes de três hediondos massacres e sempre se mantiveram afastadas, procurando superar os seus traumas. Mas, quando Lisa aparece morta na banheira de sua casa, Samantha procura Quincy e força-a a reviver o passado, que até ali permanecera recalcado.

 

Quincy percebe, então, que se quiser saber o verdadeiro motivo por que Samantha a procurou e, ao mesmo tempo, afastar a polícia e os jornalistas que não a deixam em paz, terá de se lembrar do que aconteceu na cabana, naquela noite traumática. Mas recuperar a memória pode revelar muito mais do que ela gostaria."

 

Vidas Finais.jpg

 

«A história conduz a um final fantástico, que fará lembrar aos leitores A Rapariga no Comboio, de Paula Hawkins. Este genial thriller psicológico vai desaparecer rapidamente das prateleiras.» —  Library Journal

 

«Uma leitura incrível.» Karin Slaughter