35852508_10215144941529411_7803811721197387776_n.j

 

 

Quem me segue nas redes sociais tem reparado que, ultimamente, tenho feito algum exercício em jejum, nomeadamente 30 minutos de caminhada rápida logo ao acordar. Mas porquê em jejum e porquê logo de manhã?

 

Ora bem, o

Quem me segue nas redes sociais tem reparado que, ultimamente, tenho feito algum exercício em jejum, nomeadamente 30 minutos de caminhada rápida logo ao acordar. Mas porquê em jejum e porquê logo de manhã?

 

Ora bem, o exercício aeróbico em jejum, também conhecido como AEJ, é um método de treino utilizado por muitas pessoas com o objetivo de emagrecer mais rápido. Esse exercício deve ser feito em baixa intensidade e normalmente é feito em jejum logo depois de acordar. O AEJ tem como princípio fazer com que o corpo utilize as reservas de gordura para gerar energia, já que durante o jejum as reservas de glicose foram esgotadas.

 

No preciso momento em que acordamos, já contamos com um período médio de 6 a 8 horas de jejum (exceto se tiver o hábito de acordar a meio da noite para atacar a cozinha), o que leva a uma redução dos estoques de glicogênio, fonte primária de energia usada pelo nosso corpo durante a atividade física. Por isso se efetuarmos exercício altura, obrigamos o corpo a usar gordura como fonte de energia. E é precisamente esse ponto que gera uma certa polêmica. Alguns profissionais alegam que tal prática pode colocar em risco a massa muscular, pois seria degradada como fonte de energia antes da gordura. No entanto se o exercício de baixa intensidade (uma caminha por exemplo) nada há a temer.

 

O AEJ traz muitas vantagens como perda de gordura, aumento do gasto calórico, aumento da massa muscular devido a um estímulo na produção do hormônio do crescimento, o GH, mas também pode trazer alguns “problemas”, por isso só deve ser efetuado sob recomendação de um profissional. 

 

E não se esqueçam de beber muita água. Antes, durante e depois da atividade física.

, também conhecido como AEJ, é um método de treino utilizado por muitas pessoas com o objetivo de emagrecer mais rápido. Esse exercício deve ser feito em baixa intensidade e normalmente é feito em jejum logo depois de acordar. O AEJ tem como princípio fazer com que o corpo utilize as reservas de gordura para gerar energia, já que durante o jejum as reservas de glicose foram esgotadas.

 

No preciso momento em que acordamos, já contamos com um período médio de 6 a 8 horas de jejum (exceto se tiver o hábito de acordar a meio da noite para atacar a cozinha), o que leva a uma redução dos estoques de glicogênio, fonte primária de energia usada pelo nosso corpo durante a atividade física. Por isso se efetuarmos exercício altura, obrigamos o corpo a usar gordura como fonte de energia. E é precisamente esse ponto que gera uma certa polêmica. Alguns profissionais alegam que tal prática pode colocar em risco a massa muscular, pois seria degradada como fonte de energia antes da gordura. No entanto se o exercício de baixa intensidade (uma caminha por exemplo) nada há a temer.

 

O AEJ traz muitas vantagens como perda de gordura, aumento do gasto calórico, aumento da massa muscular devido a um estímulo na produção do hormônio do crescimento, o GH, mas também pode trazer alguns “problemas”, por isso só deve ser efetuado sob recomendação de um profissional. 

 

E não se esqueçam de beber muita água. Antes, durante e depois da atividade física.

 

 

Previous Post
Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreve-te na nossa Newsletter

Deixa aqui o teu e-mail para receberes todas as novidades do Blog Saltos de Cristal em primeira mão. Fica a par das tendências de moda, beleza, gastronomia, leitura e muito mais. Bem-vindos ao meu mundo!